Não faz sentido, Felipe Neto

Não Faz Sentido
Por Trás da Câmera
Felipe Neto | Casa da Palavra | 272 págs. | Skoob 

 Não Faz Sentido - Você já conhece o Não faz sentido. Agora vai conhecer tudo sobre seu criador, o maior vlogger do Brasil. Criado por Felipe Neto em 2010 sem maiores pretensões, o Não Faz Sentido tornou-se um fenômeno da internet brasileira e o primeiro canal de vídeos em língua portuguesa a ultrapassar a marca de 1 milhão de inscritos. Confundido muitas vezes com seu personagem reclamão, Felipe Neto expõe nesta obra sua outra face, sem óculos escuros, muito diferente da que se vê em seus vídeos mais famosos. Do garoto que se levantou da falência para a exposição meteórica (que o acabou levando à depressão); dos bastidores envolvendo o vídeo contra a série Crepúsculo ao desentendimento com celebridades; acompanhamos, com muita sinceridade, uma história de sucesso por trás dos panos. Você conhece o Não Faz Sentido. Agora vai conhecer a história, através de uma linguagem bem-humorada e sem nunca se levar muito a sério, pela lente de quem está por trás da câmera. E comprovar que, apesar do nome, este livro nos apresenta a história de um projeto cujo sucesso possuiu não apenas toda lógica, como também todos os motivos para se comunicar com uma geração altamente conectada, disposta a revolucionar a maneira como lidaremos com a produção e o conteúdo do entretenimento mundial.


Apesar de ser CEO de uma das maiores produtoras de vídeos para o youtube no Brasil e ter feito uma fusão com uma gigante americana, definitivamente Felipe Neto é mais conhecido pela sua série de vídeos Não Faz Sentido. Ao colocar óculos escuros e criticar vários assuntos - desde comportamentos adolescentes e celebridades a política e coisas do cotidiano -, Felipe conseguiu milhões de visualizações e inscritos no youtube e uma guinada na própria vida e na do entretenimento virtual brasileiro.

Sinceramente, não entendo como alguém pode achar que esse cara não tem história pra fazer um livro. Ele pode não ser um gênio do empreendedorismo e da atuação, mas ninguém pode negar suas conquistas. Os números são públicos. Realmente não acho que Felipe Neto seja um grande heroi do humor brasileiro, porém acredito sim que ele tenha sido um dos pilares para o começo da produção de conteúdo pra web no Brasil. Ele enxergou ali um mercado inexplorado e, mesmo sem experiência e estudo formal, se aventurou por esses mares e isso não é pra qualquer um.

O livro começa contando tudo o que desencadeou a criação do Não Faz Sentido, bem como seus resultados e obstáculos. Muita coisa da vida privada do Felipe acaba aparecendo algumas vezes porque é impossível desvincular seu trabalho de sua vida pessoal, sendo que o primeiro afetou demais o segundo e aconteceu justamente por causa dele. Eu gostei de saber, presumindo do pressuposto de que a narrativa é sincera e honesta, da história do Não Faz Sentido e mais ainda de como o Felipe, suburbano pobre e sem preparo nenhum, lidou com essa avalanche de mudanças.

A narrativa flui. O Felipe até que escreve bem em um primeiro momento, mas uma olhada mais cuidadosa revela algumas contradições e erros de lógica. Não sei se esse livro foi editado com pressa (acredito que sim). Ele mesmo diz num capítulo que está atrasado na entrega do manuscrito. O problema é que o editor é ninguém mais ninguém menos que Raphael Draccon, autor renomado na literatura fantástica brasileira. Talvez devessem ter colocado um responsável da área para a edição desse livro. Além disso, a revisão está muito precária, contendo alguns erros absurdamente grotescos. Acho que vale a pena um remake para a segunda edição.

Apesar disso, o projeto gráfico está muito bonito. O livro é cheio de detalhes nos inícios de capítulos e coisas assim.

Bom, eu gostei de uma forma geral, principalmente porque acompanhei a trajetória do Felipe. Desde os primeiros vídeos até a criação da Parafernalha, sua produtora. Não acho que ele deva investir na carreira de autor a não ser para, daqui a alguns anos, contar sobre seus outros projetos no mesmo modo do Não Faz Sentido - Por Trás da Câmera.

Comentários

Postagens mais visitadas