Breve manual da bienal (dessa e das outras que virão)


Olha, minha gente, já tenho alguns anos de bienal e acho, ACHO, que tenho alguns ensinamentos a passar. Moro aqui no Rio de Janeiro, então pra mim nunca foi difícil acompanhar as edições dessa coisa linda e maravilhosa. Mesmo assim, esse ano vai ser complicado porque NUNCA ESTIVE TÃO POBRE NA MINHA VIDA.

De qualquer maneira, aqui vão as dicas de alguém que marca presença bienalmente:

1. Não leve mochila
Dependendo da quantidade de livros que você quer comprar, uma mochila vai ser uma merda. Isso porque livro pesa MUITO. Colocar tudo nas costas vai te cansar com facilidade. Sabe quando você inspira e o peito doi? Então, vai ser assim. Se possível, leve carrinho de feira. Não tenha vergonha: é comum por essas bandas :) Caso contrário, vai na mochila mesmo ou frequente vários dias diferentes do evento pra ir dividindo o peso.

2. Leve comida e água
MANO, OS RESTAURANTES DA BIENAL SÃO UM ASSALTO. Se você quiser economizar dinheiro para seus queridos livros, leve comida de casa. Mas não marmita, porque não tem onde esquentar. Leve água, sanduíches, biscoitos e coisas assim.

3. Dinheiro não vai na carteira
O Rio de Janeiro é uma cidade perigosa, nem preciso falar. Já imaginou se você é assaltado quando está indo? Ou pior: quando está voltando! E o dinheiro pra voltar pra casa, fica como? Por isso, divida a grana em várias partes, nunca deixe tudo acumulado num lugar só como a carteira, por exemplo. Na bienal passada, eu estava ryca e tinha levado tudo em dinheiro vivo. Coloquei dentro dos tênis, cheguei lá, fui ao banheiro e aí sim coloquei no bolso. E cara, nem fico com vergonha de fazer essas coisas, tipo entregar o dinheiro pros outros com cheiro de chulé. Antes mal vista do que sem livros. E não me arrependo, porque na volta o centro da cidade estava deserto, podia facilmente ter acontecido alguma coisa.

Termino o post por aqui porque já tem muitos blogosfera afora sobre o mesmo assunto. Resolvi escrever um próprio porque vi pouca gente falando das dicas 1 e 3 e só estou enfatizando a 2, por ser importantíssima.

E uma última dica: aproveite bastante! Só acontece de dois em dois anos, né.

Comentários

Postagens mais visitadas