[Filme] Se enlouquecer, não se apaixone

Ontem, numa manhã insone, estava passando os canais da TV e acabei assistindo um filme super simples e fofo.



Se Enlouquecer, Não Se Apaixone é uma comédia dramática e conta a história de Craig, um rapaz de dezesseis anos com tendências suicidas. Ele não tem uma explicação direta para a sua depressão, só sabe que precisa de ajuda ou vai acabar se matando. Por isso, procura assistência médica e vai parar na ala psiquiátrica do hospital.


À primeira vista, não parece ter nada de errado com ele. Até o médico suspeita desse drama todo. Porém, nessa aparência, se esconde a mágica do filme. Craig é o retrato de uma nova geração de jovens. A geração cobrada para estar acima da média, tirar as melhores notas, arranjar empregos corporativos. A pressão de não ser bom o suficiente, de desapontar as expectativas dos pais e ser obcecado pela namorada do melhor amigo deixou o cara meio doido.

Você deve estar pensando: nossa, quanta besteira. Ele está deprimido por causa disso? É, colega. Por causa disso sim. Até um dos outros internados, amigo de Craig, acredita que ele está fazendo uma tempestade num copo d'água. Mas você, assim como eu, vai entender as coisas com o decorrer do filme.

Todos os personagens são cativantes, até os loucos. Especialmente os loucos. Além deles, há Bob, esse outro internado. Demora um tempo para descobrirmos seu distúrbio psicológico. Ele é um cara sábio de uma sabedoria um tanto quanto fajuta, mas ainda assim um sábio. Noelle, o par romântico de Craig, é outra coisa fofa, mas fica bem em segundo plano.


E o próprio Craig... No começo, como já disse ali em cima, todos vão achá-lo fresco, mas depois fica fácil se identificar com seus problemas. Ele fala calmamente, não se altera, porém o ator conseguiu passar, de alguma forma, a tensão do personagem. Todos dizem, o tempo todo, "você precisa relaxar, cara" e dá pra perceber que é bem isso mesmo.

Indico esse filme à todos aqueles que estiverem desanimados com o emprego, com os estudos, com o namorado/a/marido/a/peguete, enfim, com a vida em geral. Você só vai perceber que está com um sorriso bobo no rosto quando os créditos rolarem :)



P.S.: O roteiro original é, na verdade, um livro! O título é It's Kind of a Funny Story e nos EUA o filme manteve o mesmo nome. A nossa tradução fez pouca diferença, mas ainda assim fez. Podiam ter sido mais fieis, né. Editoras, por favor, tragam essa coisa linda pra cá, sim? <3

Comentários

Postagens mais visitadas