Brasil é homenageado em Bogotá


Foi inaugurada no última dia 18, quarta-feira, a Feira Internacional do Livro de Bogotá. O evento é realizado anualmente desde 1988 e a cada ano convida um ou mais países como convidados de honra. Agora, em 2012, o Brasil é esse convidado pela segunda vez (a primeira foi em 1995). A Ministra da Cultura Anna de Hollanda (sim, ela é parente do Chico Buarque) se encontrou com a Ministra da Colômbia e entre outros pontos, ficou decidida nessa reunião a realização de um encontro anual, que visa discutir meios para disseminar o hábito da leitura nos dois países.

O presidente colombiano Juan Manuel Santos inaugurou a feira destacando autores como Clarice Lispector, Jorge Amado e Rubem Fonseca, alguns dos autores brasileiros mais lidos em seu país. Além da nossa Ministra, estava prevista a presença de Dilma Roussef, pois é um costume o comparecimento de líderes dos países convidados, mas a presidenta não pôde comparecer.

O pavilhão do Brasil contará com um espaço de 3 mil metros quadrados onde está organizada uma exposição sobre Cora Coralina (Poemas dos becos de Goiás e estórias mais) e Clarice Lispector além, é claro, de livros traduzidos para o espanhol.

Mas a viagem cultural brasileira não para por aqui. Estaremos presentes em mais feiras internacionais, como a de Frankfurt, na Alemanha, a maior do mundo. Também estaremos no Livro de Paris, na França e Feira do Livro Infantil de Bolonha, na Itália. Como vocês podem ver, nossa agenda está cheia!

Todo esse investimento em divulgação reflete um desejo do governo em mostrar nossos autores ao mundo. Um dos objetivos é ter mais de nossas obras traduzidas para o inglês e espanhol. Assim, para que haja disseminação e interesse no mercado, as pessoas precisam conhecer a cultura brasileira. É muito legal ver todo esse movimento e muito triste ver pouca divulgação na mídia.

Fontes: Último Segundo, Portal Vermelho, BBC Brasil, Opera Mundi e Portal da Cultura

Comentários

Postagens mais visitadas